Como ser um perito judicial? Entenda todos os requisitos

perito judicial

Já pensou em se tornar um dos especialistas que auxiliam os tribunais a solucionar complexas questões técnicas em processos judiciais? Essa é a importante função da perícia judicial. Mas, afinal, como ser um perito judicial?

Atuando como um consultor imparcial para o juiz, o perito é responsável por analisar provas, realizar exames técnicos e elaborar laudos conclusivos que são a base para decisões em processos. 

O profissional pode ter expertise em diversas áreas, como engenharia, medicina, contabilidade, entre outras.

Acompanhe a leitura até o final para saber todos os detalhes sobre a profissão e como ser um perito judicial. 


Como ser um perito judicial?

Um dos grandes benefícios de começar nessa carreira é que qualquer pessoa, independentemente de sua formação, pode se tornar um perito judicial.

O perito judicial auxilia a Justiça na tomada de decisões precisas, por meio de pareceres embasados em conhecimento técnico e em sua própria experiência na área periciada.

Por isso, para se tornar um perito judicial, é preciso ter formação técnica ou superior em qualquer área, e um tempo mínimo de experiência, que é exigido pelos tribunais. 

Então, o próximo passo é investir em conhecimento técnico aprofundado, através de um curso de especialização em perícia judicial, que geralmente é de curta duração. 

Por fim, o candidato deve se cadastrar nos tribunais de sua região, de acordo com os requisitos específicos de cada um. É essa inscrição que permite a nomeação para atuar em processos judiciais que demandem expertise em avaliação imobiliária.

Mas se você só estudou até o ensino médio e tem interesse nessa área profissional, há a possibilidade de se tornar um perito extrajudicial. Nesse caso, esse profissional não elabora laudos técnicos para os tribunais, mas sim em outros contextos, como em situações comerciais e negociações amigáveis entre partes, por exemplo.

O que faz um perito judicial?

O perito judicial atua no esclarecimento de aspectos técnicos em disputas legais dentro de sua área de especialização. 

Vale lembrar que sua contribuição é importante para assegurar que o juiz possa tomar uma decisão bem informada e justa, tendo informações técnicas por base. 

Na prática, a tarefa da perícia se inicia com a nomeação pelo juiz e se estende à realização de investigações e análises. 

Essa capacidade analítica permite, por exemplo, que um perito em engenharia realize avaliações sobre a estrutura e condições de um imóvel em litígio, determinando valores e identificando possíveis danos ou irregularidades.

Vale acrescentar que o trabalho do perito judicial é realizado sob demanda, e por isso não é o tipo de atuação que exige exclusividade ou horários fixos. 

Veja também: Qual o melhor curso técnico para arrumar emprego rápido?

Quanto um perito ganha?

Como é de se imaginar, são diversos os fatores que influenciam na remuneração de um perito judicial. Os principais são tempo de experiência, qualificação, localização e tipo de perícia.

Mas, de acordo com dados do site Vagas, a média salarial de um perito judicial no Brasil em 2024 é de R$ 6.490,00

No entanto, esses valores costumam variar entre R$4.125,00 e R$8.790,00, como já mencionamos, a depender dos fatores mencionados acima.

Quem pode fazer o curso de perícia judicial?

O curso de perícia judicial está aberto a profissionais de diversas áreas que possuem formação técnica ou superior e experiência em seu campo de atuação. 

Ou seja, engenheiros, médicos, contadores, administradores e outros profissionais que desejam se qualificar para atuar como peritos judiciais, auxiliando o poder judiciário.

Como é a especialização em perícia judicial?

Na especialização em perícia judicial, os estudantes se aprofundam nos conhecimentos teóricos e práticos fundamentais para a correta atuação na área. 

Parte da formação é aprender a analisar detalhadamente as metodologias e técnicas empregadas na perícia e a desenvolver habilidades para agir com especialização tanto no contexto judicial quanto no extrajudicial. 

O Colégio Lapa oferece essa formação de maneira totalmente online, com flexibilidade para que o aluno possa concluir o curso no seu próprio ritmo, com um período que varia de 15 a 120 dias. 

Os estudos terminam com a elaboração e apresentação de um Trabalho de Conclusão de Curso.

Importante salientar que para fazer esse curso, não é necessário nenhum cadastro em órgãos de classe. 

Veja também: O que é curso técnico? Tudo o que você precisa saber sobre a modalidade

Mercado de trabalho

O mercado de trabalho para peritos judiciais é promissor e oferece diversas oportunidades de crescimento. Isso principalmente para aqueles que se dedicam ao aperfeiçoamento contínuo de suas habilidades e conhecimentos.

A demanda por peritos qualificados vem crescendo bastante nos últimos anos, impulsionada pela natureza complexa dos casos jurídicos contemporâneos, especialmente em áreas como tecnologia e finanças. 

Essa crescente demanda se deve à necessidade de profissionais com expertise técnica e imparcialidade para auxiliar os juízes na tomada de decisões justas.

Por que escolher o Colégio Lapa para fazer a sua especialização?

Se você tem interesse em atuar como perito judicial (ou extrajudicial), mas ainda não tem especialização na função, não perca tempo e venha estudar no Colégio Lapa! 

O Colégio Lapa oferece um curso de especialização em perícia judicial completo, com uma matriz curricular atualizada e com todos os tópicos necessários para a sua atuação profissional. 

O curso é completamente online (com apostilas, vídeo aulas e chat ao vivo) e o melhor: com um valor acessível e flexibilidade no pagamento.

Acesse a página do curso e inicie seus estudos no Colégio Lapa agora mesmo, do conforto da sua casa! 

Conclusão

No artigo de hoje você conferiu como ser um perito judicial, o profissional que realiza análises técnicas para ajudar na tomada de decisões judiciais.

Para quem deseja ingressar nessa área, é essencial investir nas certificações necessárias e buscar experiência prática. 

Se esse conteúdo foi útil, visite o blog do Colégio Lapa para conferir outros artigos relacionados!